e62 3229-2610
d

Notícias

Sancionada lei que proíbe venda de medicamentos em supermercados e conveniências em Sergipe

Publicado em : 27/10/2023

O projeto é pioneiro entre os estados do Brasil e foi provocado pelo Conselho Regional de Farmácia de Sergipe (CRF/SE)

Na última segunda-feira, 23, o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, sancionou a Lei nº 9.306, que proíbe a venda de qualquer tipo de medicamento em mercados, supermercados, conveniências e estabelecimentos similares.

O projeto, de autoria do deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), e coautoria da deputada Maísa Mitidieri (PSD), foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) recentemente.

O projeto é pioneiro entre os estados do Brasil e foi provocado pelo Conselho Regional de Farmácia de Sergipe (CRF/SE), diante das inúmeras tentativas de ameaça à profissão farmacêutica em Sergipe.

De acordo com o autor da propositura, o objetivo é zelar pelo uso racional dos medicamentos, bem como evitar possíveis intoxicações.  “É importante destacar que o local correto para a venda de remédios é nas farmácias e drogarias. Lá, o consumidor encontrará o profissional correto para lhe atender, o que pode evitar problemas de saúde”, explicou Georgeo.

Segundo o parlamentar, todo esse cuidado remete a possível comercialização de medicamentos em locais que não são estabelecimentos de saúde.  “É preciso que a sociedade reconheça quais os locais adequados para se comprar medicamentos, com a correta orientação. Sem desmerecer os demais estabelecimentos, mas mercados e conveniências não podem atuar neste tipo de venda porque representa um verdadeiro risco para o consumidor. É essencial que a gente trabalhe e crie essas medidas”, completou.

Fátima Aragão, conselheira federal de Farmácia por Sergipe, ressalta que o Conselho Federal de Farmácia (CFF) é contra a venda de medicamentos em gôndolas de supermercados, sem a supervisão permanente do farmacêutico prevista na Lei nº 13021/2014. Essa posição foi reiterada durante reunião plenária, em debate sobre a venda de itens de conveniência em farmácias, que também é desaprovada e será combatida pelo CFF.

A conselheira afirma que medicamentos em gôndolas dos supermercados correspondem à precarização do trabalho. “A sanção desse projeto é importante para o restante do país e abre portas para que seja aprovado a nível nacional. Farmacêuticos são profissionais da saúde fundamentais na qualidade de vida e bem-estar do paciente”, conclui Fátima.

O projeto entra em vigor a partir de 23 de janeiro de 2024 e determina como punição uma multa de R$ 11.980, que será dobrada em caso de reincidência. As multas serão destinadas ao Fundo Estadual de Saúde.

 

Por GUIA DA FARMÁCIA

Fonte e Foto: CFF

Notícias

Quatro etapas para administrar uma farmácia independente

16/02/2024 Panorama Farmacêutico

EXPEDIENTE DE TRABALHO - CARNAVAL 2024

09/02/2024 Sincofarma Goiás

Atenção empresas do comércio varejista de Cosméticos, dentre outras representadas pela CCT SINCOFARMA-GO/SECEG

08/02/2024 Sincofarma Goiás

ATENÇÃO PROPRIETÁRIOS DE FARMÁCIAS E DROGARIAS DO ESTADO DE GOIÁS.

07/02/2024 Assessoria Jurídica - Sincofarma/GO

Anvisa identifica lote irregular de Ozempic no Brasil

02/02/2024 Panorama Farmacêutico

CONTRIBUIÇÃO ASSOCIATIVA PATRONAL

30/01/2024 Sincofarma Goiás

EMPRESÁRIO, ESSA É A OPORTUNIDADE DE PROTEGER E CUIDAR DA SUA SAÚDE, DA SAÚDE DA SUA FAMÍLIA E DOS SEUS COLABORADORES.

30/01/2024 Sincofarma Goiás

INFORMATIVO!

24/01/2024 Sincofarma Goiás

ESTÁ CHEGANDO O GRANDE DIA!

23/01/2024

Ministério da Saúde disponibiliza absorventes pelo Farmácia Popular

18/01/2024 Ministério da Saúde

Vem aí a imersão que promete transformar seu Whatsapp em um caixa eletrônico.

11/01/2024

Atualização acerca das Exigências Legais Relacionadas á Licença Ambiental e Cadastro Técnico Ambiental no Município de Goiânia/Go

10/01/2024 Sincofarma Goiás

Multas do Farmácia Popular aumentaram 8 vezes em 2023

09/01/2024

O Presidente do Sincofarma-Go e Vereador Anselmo Pereira ,se reúnem com diretor presidente da AMMA Luan Alves na sede da agência em Goiânia.

08/01/2024 Sincofarma Goiás

Anvisa não acompanha remédios controlados há 2 anos

04/01/2024