e62 3229-2610 3224-9932
d

Notícias

Ministro indefere pedido de liminar para suspender reajuste de medicamentos

Publicado em : 26/06/2020

Fonte : Revista da Farmácia -

Na última segunda-feira (22/6), o ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu o pedido de liminar do partido Rede Sustentabilidade para suspender os efeitos da Resolução nº 1/2020, da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), que instituiu o reajuste anual dos preços dos medicamentos para o ano de 2020.

Segundo o ministro, com a expiração da Medida Provisória nº 933/2020, que prorrogou por 60 dias o prazo da suspensão do aumento dos preços, a CMED apenas cumpriu a determinação da Lei Federal nº 10.742/2003, que define normas de regulação para o setor farmacêutico e criou a própria CMED.

Argumento da Rede

A Rede Sustentabilidade alegou, no mandado de segurança impetrado no STJ, que ainda que a exposição de motivos da MP 933/2020 preveja o impedimento de reajustes enquanto perdurarem os efeitos da crise sanitária decorrente da pandemia de Covid-19, o texto, que será votado na Câmara dos Deputados, fixou a suspensão do reajuste até 30 de setembro, com a possibilidade de antecipação por decisão da CMED, em caso de risco comprovado de desabastecimento.

Contudo, o prazo original de suspensão previsto pela MP terminou em 30 de maio e, por isso, a CMED editou a resolução que autorizou o reajuste dos medicamentos a partir do dia 31 do mesmo mês. Mas a Rede acredita que essa liberação pode impedir que milhares de famílias tenham acesso a remédios ao longo da crise, principalmente pelo fato de que muitas delas perderam empregos.

Decisão será legislativa

O ministro Herman Benjamin explicou que cabe ao Poder Legislativo decidir sobre a suspensão dos reajustes, e que tanto o Senado quanto a Câmara têm iniciativas para tal decisão.

“Não vislumbro, no momento, os requisitos para a concessão da medida liminar, nada obstando que, no curso da presente ação, novos elementos levem à modificação do presente entendimento, notadamente pela grave crise sanitária e econômica por que o país passa”, disse o ministro.

O mérito do mandado de segurança ainda será julgado pela Primeira Seção do STJ.

Notícias

Coleção para o Dia dos Pais

09/07/2020

O Sincofarma-Go acaba de conseguir Liminar junto ao Tribunal de Justiça para excluir as Farmácias e Drogarias de Aparecida de Goiânia do escalonamento

08/07/2020 Assessoria Jurídica – SINCOFARMA/GO

Anvisa toma medidas para coibir sobrepreço de medicamentos

07/07/2020 Revista da Farmácia

LEI Nº 14.020, DE 6 DE JULHO DE 2020, que permite reduzir jornada de trabalho e salário

07/07/2020 Diário Oficial da União

O MANDADO DE SEG. COM PEDIDO DE LIMINAR PARA QUE AS FARMÁCIAS DE APARECIDA DE GOIÂNIA PUDESSEM ABRIR FOI NEGADO.

03/07/2020 Assessoria Jurídica – SINCOFARMA/GO

Portaria 1158/2020 - SES Que trata da prorrogação do Alvará Sanitário Estadual.

02/07/2020 Diário Oficial

Prefeitura de Aparecida de Goiânia aumenta dias em que comércio deve fechar durante escalonamento

01/07/2020 G1 GO

PORTARIA Nº 221/2020

01/07/2020 PREFEITURA DE GOIÂNIA
Estabelece novo prazo de validade para os Alvarás de Autorização Sanitária expedidos no ano de 2019 e extensão do prazo de pagamento para os Alvarás do ano de exercício 2020.

Prefeitura de Goiânia decreta fechamento alternado do comércio não essencial

01/07/2020 PREFEITURA DE GOIÂNIA

ATENÇÃO! VEJA OS PRAZOS PARA RENOVAÇÃO DO ALVARÁ SANITÁRIO.

30/06/2020 Sincofarma-Go

EMPRESAS QUE POSSUEM ATENDIMENTO PRESENCIAL DEVEM AFERIR TEMPERATURA DOS CLIENTES.

29/06/2020 Assessoria Jurídica – SINCOFARMA/GO

Desembargador decide pela reabertura do comércio em Goiânia

23/06/2020 G1 GO

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DAS FARMÁCIAS E DROGARIAS VOLTOU AO NORMAL NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA.

23/06/2020 PREFEITURA DE GOIÂNIA

Liminar anula decreto do Paço que autoriza abertura do comércio em Goiânia nesta segunda-feira

22/06/2020
O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO)    

Novo decreto de Goiânia deve liberar o comércio de varejo, shoppings e centros comerciais

19/06/2020 G1 GO